Quanto mais perto mais doloroso o bulying

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015


                                          Estar acima do peso virou sinônimo de feiura, desleixo, preguiça.
        É como se,ser ou estar gordo, fosse um crime, uma afronta, um erro irreparável, uma vergonha.
Falta de amor próprio, uma doença.
Sim, eu sei, estar acima do peso, causa doenças sérias, como diabetes, hipertensão e até mesmo redução da própria vida.
Quem é gordo sofre, eu sofro e conheço outras pessoas que sofrem, preconceito, "brincadeiras", de mau gosto, indiretas, diretas... gordo ouve que é feio, que está uma "baranga", é "zoado", e isso causa dor, causa repulsa e até isolamento.
O pior mesmo é quando isso tudo é produzido por pessoas próximas a nós...
Ouvir desaforo, ser alvo de palavras duras e deboche dos outros, é difícil... mas elas doem mais quando quem está vivendo ao seu lado, sabe de sua dificuldade, mas só aponta, não ajuda,
só discrimina, não pergunta...
Quanto mais próxima uma pessoa está de você, mais ela pode machucar, porque conhece, suas fraquezas, suas recaídas, suas manias.
A gente, não precisa ser vítima da nossa história, a gente pode, e deve, dar um basta, dizer que está incomodando, pedir ajuda, parar o desaforo, calar o agressor.
Não se cale, fale,grite, peça pra que parem de falar no assunto, voce tem esse direito - seu corpo não é de domínio público, ele é sua responsabilidade, ele é seu mundo, cuide dele, não permita que ninguém ultrapasse a linha do respeito, na sua VIDA>

tarefa 7 - Organize o ambiente



Será possível resistir ao "impulso de comer" estando cercada de comidas gostosas, calóricas e pouco nutritivas (doces, massas, salgadinhos, chocolates, etc)? A autora acredita que não porque exige muita energia mental e nem sempre estaremos assim "fortes" o suficiente. Por isso, afirma que é preciso evitar os "estímulos ambientais" principalmente no início da "dieta" ou da reeducação alimentar.

Organize o Ambiente

A idéia é manter certos tipos de alimentos fora do nosso campo de visão, então a tarefa é organizar a casa e o ambiente de trabalho, colocando os alimentos tentadores (ou proibidos, dependendo da dieta) onde não sejam vistos tão facilmente e colocar os alimentos permitidos (ou preferíveis) mais à vista. A idéia é arrumar os armários, a geladeira, a mesa de trabalho, as gavetas, tudo enfim.

Assim conseguiremos afastar as "tentações" dando ou jogando fora tudo o que não queremos mais comer, as coisas que nos ajudaram a engordar, transferindo esses alimentos para trás (nas prateleiras) ou mesmo doando ou tirando de casa.

Quem mora com outras pessoas, poderia, segundo a autora, pedir a colaboração dos companheiros, pais, filhos, irmãos, para que mantivessem suas "guloseimas" fora do campo de visão. No trabalho também, seria necessário "limpar" o ambiente (tentar alguma medida para que não existam alimentos muito calóricos a vista).

A segunda dica é trocar os talheres e pratos por outros menores: essa eu gosto, sempre funcionou bem para mim. Pratos e talheres grandes estimulam a comer mais. A mesma quantidade de comida pode parecer bem "maior" ou "menor" dependendo do prato/talher utilizado. ((Vou me dar um joguinho novo, menor do que o que tenho, com tudo mais "adequado" às porções que pretendo comer)). É preciso encontrar "soluções criativas" e deixar de se lamentar pelas dificuldade
 

Por uma vida mais leve Copyright © 2013 Design by Cali Criativa